Felicidade

Tudo que sei nesse momento é que sou extremamente feliz.

Apesar das circunstâncias, das tristezas que me invade ao cair da noite, dos momentos felizes que acaba em um estalar de dedos, da temível BAD, eu sei, eu sou.

O que me afeta é o excesso de sentimento que se acumula e me faz, literalmente, transbordar em lágrimas.

Crise existencial, todos temos. O que faço aqui? Não, eu não vou conseguir. Devo dar um fim? São algumas situações que nos colocamos, e por um momento, achamos que tudo pode acabar ali, sem lembrarmos que essa fase terá, realmente, um fim.

O melhor remédio é sentir a dor. Através, buscaremos, em nosso interior, o remédio para acabar com esse sentimento. Evoluiremos. Cresceremos sentimentalmente. Aprenderemos a lidar com situações parecidas, em nosso dia-a-dia.

A felicidade não é uma dose específica. Você precisa aprender a dividir. Você não conseguirá ser feliz apenas nos finais de semana. Aprenda a gostar da segunda, da terça, quarta, quinta, nem preciso falar da sexta-feira.

Seu ambiente de trabalho ou estudo, precisa ser um ambiente que você procurará evolução. Revolução. Inovação. Não se deixa levar pela pressão, sentimento ou condição, tu é muito mais que isso, acredite nisso, irmão.

Mesmo se a pressão correr atrás de ti, tenho uma ótima notícia; agarre-a e diga: você não tem poder sobre mim.

O segredo é saber lidar. Saber lidar consigo mesmo. Saber lidar com os outros, além de si.

Não guarde sentimentos, se está sentido, diga.

Sou feliz!

Darlan Aguiar

   Compartilhar no Facebook